Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Salada de ervilhas com fiambre e linguiça

por raio-de-luar, em 22.07.15

Em salada vencedora, pouco se mexe. 

Podia ser um ditado popular a revelar uma verdade incontornável.

Desde que experimentei esta salada de ervilhas com fiambre, as versões vai surgindo, sempre simples e deliciosas. Já foi com atum, com abóbora, a que trago hoje é com linguiça.

 

P7130006.JPG

 Ingredientes:

  • 3 chávenas de ervilhas congeladas
  • 2 chávenas de fiambre em cubos
  • 100 gr de linguiça às rodelas
  • 3 ovos
  • 1/2 pimento vermelho
  • 1/2 pimento amarelo
  • 1/2 cebola roxa
  • 1 dentes de alho
  • moinho 5 pimentas
  • azeite
  • vinagre balsâmico
  • sal

 

Preparação:

Cozer em água temperada de sal as ervilhas e os ovos. Enquanto coze, cortar o fiambre em cubos, a linguiça às rodelas, picar grosseiramente a cebola, picar bem picadinho o dente de alho. Cortar em cubos os pimentos. Colocar tudo numa saladeira e envolver. Escorrer as ervilhas e passar por água fria para arrefecê-las um pouco. Juntar aos ingredientes da saladeira, envolver. Temperar com pimenta, azeite e vinagre balsâmico e envolver tudo delicadamente para misturar os sabores. Dispor por cima os ovos cortados às rodelas. Servir.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Feijão preto com chouriça

por raio-de-luar, em 10.02.15

P2070005.JPG

Ingredientes:

  • 1 kg de feijão preto (não usei tudo, uma parte congelei)
  • 1 chouriço de carne
  • 1 folha de louro
  • 3 dentes de alho
  • 1 cebola
  • 1 malagueta
  • sal
  • azeite
  • 1/2 couve coração 

 

Levar o feijão a cozer em água temperada de sal, dois dentes de alho inteiros e uma folha de louro. Cozer o chouriço de carne junto para dar sabor ao feijão e ao caldo.

Quando cozido, escorrer, reservando o caldo. Cortar o chouriço em rodelas. Reservar.

Refogar uma cebola picada, a malagueta e um dente de alho, também picado, num fio de azeite. Juntar a couve cortada em juliana e deixar saltear alguns minutos. Juntar o chouriço e envolver. Acrescentar feijão, quantidade a gosto, e algum caldo de o cozer. Envolver bem e deixar cozinhar alguns minutos para que os sabores se misturem.

Servir assim ou com arroz branco.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Arroz de bacalhau com chouriço na púcara

por raio-de-luar, em 08.09.14
 
Ingredientes:
  • 1 embalagem de migas de bacalhau 
  • 1 chávena de arroz
  • 1 lata de tomate pelado
  • 1 cebola picada
  • 3 dentes de alho picados
  • azeite
  • 1/2 pimento verde
  • 1,15L de água quente
  • 1 chouriço corrente
  • 1 chávena de brócolos congelados
  • sal e pimenta branca
 
Saltear o chouriço cortado em meias luas. Juntar a cebola e os dentes de alho picados e deixar dourar. Acrescentar o tomate e o pimento, cortados em cubos, e deixar cozinhar três a quatro minutos. Acrescentar bacalhau e deixar ferver. Juntar o arroz e ir juntando aos poucos a água quente. Temperar com sal, pimenta. A meio da cozedura acrescentar os brócolos congelados.
Servir malandrinho. 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tortilha de salsichas, chouriço e legumes

por raio-de-luar, em 20.08.14
 
 
 
Sábado. Manhã a fazer recados, a ir à frutaria, ao supermercado. O bom tempo sugeria tarde de praia. E para almoço algo rápido e muito saboroso: uma bela tortilha com legumes. 
 
 
 
Ingredientes:
  • 5 salsichas de aves
  • 1 chouriço corrente
  • 1 chávena de ervilhas cozidas
  • 8 cogumelos frescos laminados
  • salsa picada
  • queijo mozzarella ralado
  • 6 ovos
  • azeite, sal, pimenta, alho em pó q.b.

 

Levar uma frigideira ao lume com um fio de azeite. Quando estiver quente, juntar as ervilhas e deixar alourar. Juntar as salsichas e o chouriço cortados às rodelas. Deixar saltear até o chouriço começar a dourar. Juntar os cogumelos, temperar com um pouco de sal, alho em pó e polvilhar com a salsa picada. Envolver e deixar cozinhar alguns minutos. No liquidificador bater os ovos e temperar com uma pitada de pimenta branca. Verter os ovos por cima dos legumes, polvilhar com o queijo mozzarella e deixar cozinhar cerca de 5 minutos em lume médio. Com a ajuda de um prato virar e deixar cozinhar por mais 4 minutos. Voltar a virar para um prato, de modo a ficar o queijo por cima, e está pronto a servir. 

 
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu primeiro búlgur

por raio-de-luar, em 23.05.14

Já tinha ouvido falar. Depois a Cindy comentou que usa bastante o búlgur e que é fácil e ótimo, super prático e versátil. Pronto, aguçou-me a curiosidade e não descansei enquanto não encontrei o búlgur. Mal o encontrei, foi chegar a casa e no improviso nasceu este prato:

 

 
 
 
 
Ingredientes:
  • 1 chávena de búlgur
  • 2 chávenas de água
  • uma pitada de flor de sal
  • 5 salsichas de aves
  • 1 chouriço corrente pequeno
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola
  • 1 molho de espargos verdes
  • um fio de azeite
  • 2 ovos

Preparar o búlgur conforme as instruções: ferver a água, colocar o búlgur, temperar de sal (usei flor de sal) e deixar ferver entre 10 a 15 minutos tapado. Está pronto.

Aquecer o wok com um fio de azeite e saltear as salsichas e o chouriço cortado às rodelas. Juntar a cebola e os dentes de alho picados, deixar alourar um pouco. Juntar os espargos cortados em pedaços, envolver bem. Abrir os ovos em cima, tapar o wok com um tacho e deixar cozinhar alguns minutos no vapor que se cria, até ao ponto em que gosta dos ovos (mais ou menos cozidos) e os espargos estarem tenros.

Não misturei o búlgur. Optei por servir à parte e empratar individualmente.

Adorei. O búlgur e o preparado com espargos.

 

Agora venham mais ideias para o búlgur que parece-me que tenho um novo sabor a explorar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No fim de semana, a ida ao Lidl resultou em aproveitar promoções para comprar iguarias a preços simpáticos. Vieram espargos, chouriço de porco preto, alheiras de mirandela. As alheiras costumo congelar. São daquele tipo de fast food que salvam uma refeição de última hora.

Os chouriços, andei a pensar como haveria de os fazer. E juntá-los ao espargos soou-me a água na boca. Lembrei-me das favas, mas o homem não tolera muito bem as favas, diz que são indigestas, ainda mais para comer à noite. Pensei em omelete, mas mal pus a hipótese de massa, o homem não ouviu mais nenhuma sugestão. Noutra encarnação ele foi italiano, só pode.

Adiante, seja feita a vontade, e faz-se a mais que dá para a marmita e para o almoço do dia seguinte. 

Ficou, ohhhh (imaginar aquele gesto de levar os dedos à orelha)...

 

 

 

Ingredientes:

  • 500 gr de massa macarronete
  • 2 chouriços de porco preto
  • 1 molho de espargos 
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 ovo
  • sal e azeite

 

Levar um tacho com água temperada de sal e um fio de azeite a ferver. Cortar os espargos em pedacinhos, mais ou menos do mesmo tamanho, e escaldá-los na água fervente por uns 3 a 4 minutos. Retirar. Cozer a massa al dente nessa mesma água.

Cortar os chouriços às rodelas e levar a saltear no wok (não precisa adicionar gordura nem outros temperos, para não alterar a riqueza do sabor do próprio chouriço). Juntar a cebola picada e os dentes de alho, e deixar alourar. Bater o ovo e juntar ao chouriço, mexendo. Adicionar os espargos escorridos e envolver. Por fim, envolver a massa, previamente escorrida, até os sabores se misturarem. Pronto a servir e a deliciar-se!

 

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Legumes gratinados com fiambre e chouriço

por raio-de-luar, em 08.11.12
Das sobras e restos se fez um gratinado...

 


 

 

 

 Ingredientes:



  •  resto de meio chouriço de carne cozido (sobrou de um jantar de chouriço de carne com nabiças, adoro!)

  • couve em juliana cortada cozida com cenoura aos cubos (resto de um acompanhamento de refeição anterior)

  •  cogumelos laminados (deixei de usar cogumelos enlatados, compro frescos, lavo, corto e congelo em doses que dêem para uma refeição)

  •  cubos de fiambre (costumo comprar um mini fiambre inteiro que há no Lidl, em casa corto em cubos ou tiras e congelo em várias doses)

  • 1 cebola picada

  • 2 dentes de alho picados

  • azeite

  • molho bechamel caseiro (1 colher de sopa de margarina, 1 colher de sopa de farinha, ou 2 de maizena, 100 ml leite, mais coisa menos coisa, pimenta e noz moscada, faço o bechamel a olho e faço-o em banho-maria para evitar queimar à mínima distracção)



 

 

 

Refogar ligeiramente a cebola e os dentes de alho em azeite. Juntar os cogumelos e deixar saltear. Juntar o fiambre e o chouriço e deixar tomar gosto. Por fim envolver a couve e a cenoura cozida.

Num tabuleiro de ir ao forno colocar o preparado anterior. Cobrir com o molho bechamel (eu fiz a olho e saiu pouco molho), levar a gratinar a forno já quente a 180º, entre 15 a 20 minutos.

 

Pensei em cobrir com queijo ralado ou pão ralado. Mas deixei assim mais simples, apenas com o bechamel. Ficou muito bom. E se dúvidas houvesse, o homem lá em casa comeu e repetiu e no dia seguinte voltou a comer e a repetir. E ele é pouco apreciador de legumes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Favas com chouriço e ovos escalfados

por raio-de-luar, em 21.04.12
 

 

E depois de ter ficado com a ponta dos dedos a doer por descascar uma saca de favas, descubro que a coisa era passar o gume de uma faca pela vagem e abrir. Ora bolas... só me lembrei de googlar "descascar favas" no fim da tarefa.

Adiante, aproveitei as favas fresquinhas para fazer o típico prato português, pois claro, que o que é nacional é bom e no que toca a gastronomia, então não há melhor (apesar de ser fã da comida italiana e oriental, nada suplanta a nossa).

 

Ingredientes:



  • favas (tirei-lhes a casca)

  • 2 chouriços moira

  • 1/2 cebola picada

  • 2 dentes de alho picados

  • 1 malagueta

  • 1 fio de azeite

  • pimentão doce

  • 1 copo de vinho branco

  • 4 ovos

  • salsa picada


Refogar a cebola, o alho e a malagueta num fio de azeite. Juntar o chouriço cortado às rodelas e deixar saltear. Plvilhar com um pouco de pimentão doce e mexer. Juntar as favas, envolver delicadamente. Regar com o vinho branco. Por cima abrir os ovos, tapar o tacho e deixar cozer em lume brando cerca de 20 minutos, abanando de vez em quando, sem destapar. Por fim, polvilhar com salsa picada.

Não há muito a dizer. É um clássico, e isso diz tudo. Talvez prefira chouriço de carne a este moira, porque achei-o um pouco mais pesado. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Risotto de farinheira

por raio-de-luar, em 01.02.12

 

Pesquisar receitas de risotto é todo um novo mundo de sabores e combinações que me aparece e me põe literalmente a salivar qual cão de Pavlov. Adoro risotto. Por isso venham daí as combinações mais estranhas ou tradicionais, que eu sou menina para experimentar.

Desta vez foi um risotto de farinheira (se bem que de alheira ainda deve ser melhor, mas fica para a próxima).

 

Ingredientes (dupliquei a receita propositadamente para sobrar)

  • 2 chávenas de risotto
  • 2 farinheiras
  • 1 cebola picada
  • 3 dentes de alho picados + 2 inteiros
  • salsa picada (ou na falta dela, uma colher de sopa de salsa seca)
  • 1/2 pimento vermelho
  • 1 malagueta
  • 1 pacotinho de vinho branco (250ml)
  • azeite
  • cubo de caldo de carne

Primeiro fervi as farinheiras num tacho com água, dois dentes de alho inteiros, a salsa. Depois de tirar as farinheiras, dissolvi na água um cubo de caldo de carne. Reservei o caldo, retirei a pela às farinheiras.

Num tacho largo refoguei ligeiramente a cebola picada com um pouco de azeite. Juntei a farinheira, os dentes de alho picados, a malagueta e o pimento em cubos. Envolvi tudo e reguei com mais um pouco de azeite. Adicionei o risotto, misturei com a farinheira e reguei com o vinho branco. Conforme o molho fosse secando ia acrescentando conchas do caldo reservado, mexendo constantemente, até o risotto estar cozido e cremoso. E este fica bastante cremoso uma vez que a farinheira desfaz-se completamente. Pensei que se a tivesse posto a meio da cozedura do risotto talvez ficassem uns bocadinhos inteiros. Talvez numa próxima experimente assim.

No fim, já com o lume apagado, reguei o risotto com sumo de meio limão, para cortar o sabor demasiado intenso da farinheira.

Mais uma vez, e por opção minha, não juntei queijo ralado.

 

Confesso que não foi dos meus risottos preferidos. A farinheira é um enchido demasiado intenso para mim. Gostei do resultado, mas acredito que se experimentar fazer com alheira vou obter um risotto mais suave e vou certamente gostar mais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma espécie de feijoada à brasileira

por raio-de-luar, em 21.12.11

Gosto, sempre que possível, de publicar receita com devida foto pouco tempo depois de ter feito o prato, isto porque os cheiros e sabores estão frescos na memória e no palato, a espontaneidade a (d)escrever é fantástica e transparece, pelo menos assim julgo, as sensações e sabores que a comida despertou em mim, quer na sua confecção quer na degustação.

Mas nem sempre é possível fazê-lo e os motivos são inúmeros. Ou porque não se passou as fotos para o pc, ou porque ainda não se editou as fotos, ou porque agora não tenho tempo, ou não apetece, ou amanhã trato disto e depois passa... e há assim post's que estão nos rascunhos, com uns primeiros traços, à espera de ver a luz do blog. E passam-se dias ou mesmo semanas e quando os vou buscar, não sinto a mesma espontaneidade, e confesso que já apaguei rascunhos por já não me lembrar muito bem o que tinha feito (todos os ingredientes usados, passos da confecção).

Toda esta introdução para dizer que este é um desses post's que tem estado há algumas semanas a marinar nos rascunhos. Lembro-me do que fiz, porque foi extremamente simples... mas falta a memória ainda presente do seu cheiro e sabor.

 

Houve um fim-de-semana que decidi no Sábado à noite fazer entremeada grelhada com arroz e salada. E grelhei entremeada a mais para fazer uma feijoada com feijão preto. Assim, no dia seguinte, cozi um pacote de 500gr (Pingo Doce) de feijão preto, previamente demolhado durante a noite, numa panela com água, sal, um dente de alho com casca, uma folha de louro e um chouriço de carne. Quando cozeu, e tive o cuidado de não deixar ficar muito cozido porque ainda ia novamente cozinhar, escorri o feijão, reservei a água, retirei o dente de alho e a folha de louro e cortei o chouriço em rodelas. Num tacho refoguei uma cebola, um dente de alho e uma malagueta, tudo picado, em azeite. Juntei as rodelas do chouriço quando a cebola ficou murchinha. Envolvi e juntei a entremeada cortada em pedacinhos. Reguei com um pouco da água de cozer o feijão e deixei tomar gosto. Juntei o feijão e fui juntando água da cozedura a gosto. Rectifiquei temperos, deixei apurar e ficou uma delícia. Uma daquelas refeições bem quentes, bem reconfortantes e que tão bem sabem no tempo frio. Eu comi simples com uma salada de alface a acompanhar (normas da nutricionista, todas as refeições devo comer salada ou legumes), J* juntou arroz... que tão bem combina com feijão, preto de preferência!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim


Top blogs de receitas

Calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Livro de Receitas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D