Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Embrulho folhado de frango com ovo

por raio-de-luar, em 21.12.12
Ingredientes:
  • frango desfiado (aproveitamento de sobras de frango assado, estufado, cozido)
  • 2 bases de massa folhada (usei as retangulares do Lidl)
  • 1 cebola picada
  • 3 dentes de alho picados
  • azeite
  • pimenta
  • salsa
  • 4 ovos
  • leite para pincelar

 

Alourar a cebola e os dentes de alho em azeite. Juntar a carne desfiada, deixar saltear um pouco. Temperar com pimenta a gosto e polvilhar com salsa picada.
Picar com um garfo as bases de massa folhada. Espalhar sobre uma o preparado da carne. Abrir em cima os ovos. Cobrir com a outra base de massa folhada (à qual para além de a picar com um garfo ainda lhe fiz uns golpes com a faca), unindo os bordos. Pincelar com leite. Levar a forno quente a 200º até ficar douradinha.
Servir com uma salada verde.
 
Divinal! Surgiu do improviso, de um fim de dia em que o cansaço prevalecia e o corpo pedia descanso e sossego. Soube bem, muito bem. E já está uma fatia na marmita de amanhã. Nhami!!
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De Genny a 21.12.2012 às 11:17

Cozinheira lindona  faxavori de me dar uma dica!
Uma vez que as massas folhadas e quebradas são hiper gordas   o que podemos utilizar em alternativa?
Beijocas folhadas
Imagem de perfil

De CristinaS a 25.12.2012 às 15:13

Posso meter o bedelho? Eu uso a massa filo como alternativa à massa folhada.
Imagem de perfil

De raio-de-luar a 26.12.2012 às 10:18

Claro que podes meter o bedelho Cristina.
Há uns tempos atrás li qualquer coisa sobre a massa quebrada ou filó (confesso que não sei se é a mesma coisa) ser menos calórica que a folhada. E porque a massa folhada tem níveis de lípidos mais altos que a quebrada. Tenho optado mais por usar a massa quebrada em vez da folhada, mas de vez em quando lá compro da folhada e faço.
Mas isto é como tudo: podemos comer sim, mas em consumo moderado. E podemos minimizar os "estragos" optando por uma alternativa menos calórica, ou mais especificamente, menos gorda. Para isso há que ler a tabela com os valores das kcal, mas sem ficar apenas pelo valor global. É que o valor global pode ser muito semelhante entre os dois produtos, mas depois é importante perceber onde cada um tem maiores níveis calóricos, e ter atenção redobrada ao item dos lípidos, saturados e poli saturados.
Imagem de perfil

De CristinaS a 26.12.2012 às 10:30

A minha mãe tem problemas de saúde. Além dos diabetes, restrições significativas nos níveis de gordura que pode ingerir. Por isso é que ando sempre à procura de alternativas com menos gorduras. Eu uso a massa filo para fazer uns embrulhos de fruta (maçã, pera e banana, são as melhores) e saciar o dente doce de uma diabética.
Imagem de perfil

De raio-de-luar a 26.12.2012 às 10:44


Nem mais. Com a saúde não se brinca e a alimentação deve ser saudável acima de tudo pela saúde e bem estar. Se pudermos prevenir doenças, tanto melhor, se já as existem, há que saber lidar com elas. E a alimentação não tem de ser pão e água para quem tem diabetes, por exemplo. Há alternativas, é preciso procurá-las. Eu comecei a usar a massa quebrada por ser menos gorda que a folhada, mas a verdade é que também gosto mais da textura da quebrada. Mas já se sabe que não se pode andar a comer disso todos os dias.
Para quem tem jeito, pode fazer a massa em casa (foi uma particularidade que me seduziu na bimby, mas há robots de cozinha que também preparam massas e custam menos que a Bimby) e assim ainda controlar mais os ingredientes e os níveis de gordura e açúcar, e optar por farinhas integrais.
Será um investimento para 2013: um robot de cozinha para poder aventurar-me a fazer mais coisas em casa em vez de comprar e sujeitar-me aos E's. Como a Bimby está fora de questão, já vi uns robots bem completos e cheios de funções a rondar os 150€. Nada mau :)
Imagem de perfil

De CristinaS a 26.12.2012 às 10:54

Por aqui, por força da doença da minha mãe fizemos uma verdadeira revolução com a eliminação de quase tudo que é comida processada. Simplificar ao máximo os ingredientes é mesmo a chave - simplificar no sentido de usar os ingredientes naturais, em vez de pacotes.
Imagem de perfil

De raio-de-luar a 26.12.2012 às 11:10

Pois, teve de ser uma mudança à força. Mas essa ideia de simplificar ao máximo deveria ser generalizada. E simplificar é em tudo: no uso de produtos naturais em prol das conservas ou pré-cozinhados, como simplificar na hora de preparar refeições e misturar ingredientes. SIMPLIFICAR é bom em vários aspetos: simplica o processo de cozinhar, simplifica o trabalho que o organismo tem na hora de trabalhar sobre o que comemos. Quanto menos processados forem os alimentos, e quanto menos misturas houver, mais facilmente o organismo faz a sua triagem e trabalho. 
Nas minhas consultas de nutrição aprendi muito. Aprendi e desaprendi. Reaprendi a alimentar-me de forma mais simples e mais saudável. Desaprendi uma série de hábitos e tradições que nos são incutidos desde pequenos. 
Imagem de perfil

De CristinaS a 26.12.2012 às 11:20

Idem. Apenas por eliminar as carnes vermelhas e comidas processadas perdi 10 kg num ano. E garanto que continuo a comer o meu bolinho de vez em quando e um chocolate. Não fiz qualquer "dieta" a não ser eliminar comidas pouco saudáveis.
Imagem de perfil

De raio-de-luar a 26.12.2012 às 11:35

Há um ano atrás atingia eu o meu peso normal. Depois de uma temporada de antidepressivos, inchei, engordei, e nada do que eu fizesse dava resultado. Fui publicando aqui as minhas evoluções, as várias fases pelas quais passei. Perdi 12kg só com alimentação. Tag dieta. 
Estou na dita fase de manutenção, cujo plano é basicamente aquele que deveria ser para toda a gente, o considerável saudável. Posso comer tudo, moderadamente. E esse plano também me facilita a hora de pensar no menu da semana. Carnes vermelhas, 1x por semana. Preferência sempre por peixe ou carnes brancas, misturar até 3 legumes e de cores diferentes (a tal história de simplificar o trabalho do organismo), 1x por semana (e entenda-se almoço e jantar) arroz, massa, leguminosas, feijão. Fruta nos lanches da manhã e tarde, ou como ceia à noite, nunca antes e depois das refeições. Pão integral. Passei a usar frutose em vez de açúcar (e sim, pode ser consumida por diabéticos) e uso-a em tudo sem notar diferença. Nas compotas, nas sobremesas, no café expresso. 
E quando há assim estas épocas festivas em que os abusos são normais, há estratégias para reequilibrar. Jantares só de fruta, abacaxi ou maça são os mais indicados por serem desintoxicantes, ou só de sopa, mas a sopa simples, cuja base é nabo, alho francês e courgette com umas folhas de agrião ou espinafre. Isto ajuda a limpar o organismo e a voltar ao seu equilíbrio. Ajuda a desinchar e a retomar os valores ditos normais.
Imagem de perfil

De Genny a 26.12.2012 às 16:09

óh minhas quridas é favor de explicar cá à je o que é massa filo !!!
pode ser?!
Imagem de perfil

De raio-de-luar a 26.12.2012 às 16:23

A massa filó é mt semelhante à massa folhada mas mais fininha. Acho que é a massa dos pasteis de tentugal, essa tentação do demo lá perto de ti ;)
Há à venda nos hipers, ao lado da massa folhada. Eu tenho optado pela massa quebrada, igualmente boa e menos gorda que a folhada. 
Imagem de perfil

De Genny a 26.12.2012 às 16:41

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhh  ok!!! obrigada, viu?
Vou estar atenta a esse pormenor quando for às compras.

 

Comentar post



Mais sobre mim


Top blogs de receitas

Calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



Livro de Receitas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D