Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Encontrei estes frasquinhos pequeninos hiper fofos numa loja de chineses (ah e tal e comprar o que é nosso, não?! até comprava se os tivesse encontrado!)... baratuchos e que servem para o efeito. Esta receita encheu 8 frasquinhos. Parece que vou ter de ir buscar mais. Acabo com o stock da loja.

Depois de lavados e devidamente esterilizados, arregacei as mangas e fiz-me ao doce de hoje.

 

Ingredientes:

  • 1 kg de abóbora menina cortada em cubos pequenos
  • 400 gr de frutose
  • sumo de 2 laranjas grandes
  • 3 dl de água

Ingredientes todos dentro do tacho, devidamente mexidos e envolvidos e acendi o lume médio. Mexendo com regularidade, quando a abóbora já estava bem mole a desfazer-se, reduzi o lume para o mínimo e passei a varinha mágica. Depois foi deixar atingir o ponto, mexendo sempre, e enfrascar.

Isto é tão simples!! E fica um cheirinho divinal na cozinha... e só apetece atacar o doce com bolachas e tostas acompanhado de uma bela caneca de leite quente.

 

NOTA: tanto este doce como o de ontem estão devidamente adaptados à dieta. Usei frutose em vez de açúcar, e como a frutose é mais intensa em sabor, convém reduzir para metade do que seria necessário se fosse açúcar. Neste doce de abóbora com laranja tirei ainda mais um bocadinho, visto que o sumo de laranja é doce.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Risotto de cogumelos

por raio-de-luar, em 30.11.11

 

Há algum tempo que não comia um risotto. Surgiu-me a ideia de fazer um risotto de cogumelos para acompanhar um resto de frango assado do jantar da noite anterior, mas para mim acabou por ser só o risotto o jantar. Ficou mesmo cremoso e saboroso.

 

Num tacho refoguei ligeiramente uma cebola picada num fio de azeite. Quando a cebola estava um pouco murcha, juntei um dente de alho picado. Envolvi e acrescentei os cogumelos frescos laminados. Deixei saltear um pouco e juntei uma chávena de risotto. Envolvi nos cogumelos, temperei com pimenta, uma colher de chá de mangericão seco e uma colher de sopa de ketchup. Entretanto tinha preparado o caldo de carne para o risotto, 3 chávenas de água e um cubo de caldo de carne, que fui adicionando aos poucos, sem deixar secar.

Quando o risotto ficou cozido e bem cremoso, retirei do lume e optei por servir assim e polvilhar com queijo (usei mozarella magra) a gosto no prato.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu primeiro doce de abóbora com nozes

por raio-de-luar, em 29.11.11

Ou melhor, o meu segundo, que o primeiro ficou muito mau.

Mas como não sou menina de desistir e queria porque queria fazer este doce, hoje à tarde dediquei-me a arranjar uma abóbora enorme, dividir por saquinhos de 1kg, e lá me aventurei a tentar. Correu bem!! Yeahhhhh!!!! Agora é fazer mais, com outras variações de sabores, e vou entrar no clube das pessoas que fazem cabazes de natal para oferecer aos familiares. Ora já sei que consigo fazer biscoitos, bolachas e doce de abóbora... já dá um mini-cabaz fofinho para oferecer.

 

 

Ingredientes:

  • 1 kg de abóbora menina (cortada em cubinhos)
  • 500 gr de frutose
  • 1 colher de café de canela em pó
  • 100 gr de nozes picadas grosseiramente

Num tacho coloquei a abóbora, a frutose e a canela. Envolvi tudo e levei a cozer em lume brando, mexendo constantemente para não pegar, como me aconteceu da outra vez.

Quando a abóbora ficou mole, passei com a varinha mágica, levei novamente a lume mínimo, deixei ferver até fazer o ponto estrada, o que não demorou muito, misturei as nozes, envolvi, e retirei do fogo. Depois foi provar e enfrascar. Ficou mesmo bom!!!

 

Próximo será doce de abóbora com laranja.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bife à Benfica

por raio-de-luar, em 19.11.11

 

Há uns anos atrás comprava frequentemente uma revista de culinária, Segredos de Cozinha. Com o acumular de revistas e ter de andar sempre à procura das receitas assinaladas, comecei a cortar as receitas que me interessavam e a fazer o meu próprio dossier, para ter tudo direitinho, de fácil consulta e sempre à mão. Esta receita de Bife à Benfica foi uma das que guardei e eis que finalmente a experimentei... clubismos à parte, saíram bem bons estes bifes.

 

Ingredientes:

  • 4 bifes de porco
  • 1 colher mal cheia de creme vegetal para cozinhar (a receita original diz 2 colheres, mas só usei uma para juntar azeite)
  • azeite
  • 1 cebola muito picadinha
  • 2 dentes de alho muito picadinhos (acrescentei eu)
  • 0,5 L de caldo de carne (uma parte usei na carne, outra no arroz que acompanhou)
  • 2 colheres de sopa de rum (receita original diz aguardente, mas à falta, foi mesmo rum como poderia ter sido outra)
  • sal
  • pimenta moída na altura
  • 6 colheres de sopa de natas (uso de soja)
  • 2 colheres de sopa de ketchup

Levar ao lume uma frigideira com a margarina e o azeite e aquecer. Dourar os bifes de ambos os lados e retirar. Temperar os bifes com sal e pimenta (pouco sal, uma vez que ainda vai levar o caldo de carne). Na gordura de dourar a carne juntar a cebola e o alho e deixar alourar. Juntar o rum, mexer, colocar novamente os bifes na frigideira e o suco que largaram entretanto. Deixar ferver, adicionar um pouco do caldo de carne, à parte misturar as natas com o ketchup e juntar à carne. Deixar apurar em lume brando, virando os bifes de vez em quando.

O molho fica bem cremoso e bem delicioso. Como é sem dúvida o destaque deste prato, acompanhei com arroz simples (temperado com um pouco do caldo de carne) e uma salada de alface.

A repetir sem dúvida...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Massada de peixe

por raio-de-luar, em 15.11.11

 

Finalmente posso voltar às massas na alimentação. De forma regrada, mas já posso. E que saudades que eu tinha de uma bela massada de peixe.

Para mim não há receita de massada de peixe. De cada vez que faço há sempre qualquer coisa diferente.

Esta foi assim:

 

Ingredientes:

  • 1 rabo de tamboril
  • 3 filetes de peixe gato riscado
  • 200 gr de miolo de camarão (mais coisa menos coisa, que isto é a olho)
  • 1 lata de tomate
  • 1/2 pimento vermelho
  • 2 cenouras pequenas
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 malagueta
  • massa cotovelos
  • azeite, sal qb
  • um bocadinho de gengibre ralado

Comecei por dar uma ligeira fervura no peixe em água temperada de sal. Escorri o peixe e reservei a água para cozer a massa e usar para o molho.

Num acho largo comecei por fazer um ligeiro refogado com a cebola e o alho picados e um fio de azeite. Juntei o miolo de camarão e deixei saltear um pouco.

No liquidificador triturei o tomate, o pimento, duas cenouras pequenas, o gengibre ralado e a malagueta. Juntei este preparado ao miolo de camarão. Numa chávena da água do peixe dissolvi uma colher de sopa de preparado para creme de marisco e juntei ao molho de tomate. Deixei ferver e juntei o peixe em pedaços. Quando a massa ficou al dente, escorri e juntei ao preparado do peixe. Envolvi suavemente e retirei do fogo.

Servi com salada de alface.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sopa de red fish

por raio-de-luar, em 14.11.11

As noites frias e chuvosas de inverno pedem jantares quentes, reconfortantes.

Apetecia-me peixe. Red fish. Mas não me apetecia ligar o forno e fazer o red fish assado, como é mais que habitual fazer.

Numa pesquisa por ideias, dei com a sopa de red fish. E juntei a vontade de fazer red fish sem ser assado à saudade que já tinha de uma bela sopa de peixe... e assim surgiu esta sopa de red fish.

 

 

Comecei por cozer um red fish num tacho com água e um cubo de caldo de peixe. Enquanto o peixe cozia arranjei os legumes. Numa panela coloquei 4 desntes de alho, uma cebola, um fio de azeite. Arranjei meio pimento vermelho, duas cenouras pequenas cortadas em bocados, meia courgette (era grande, por isso só usei metade), um talo de aipo cortado em pedaços. Juntei os legumes à cebola que refogava ligeiramente no azeite. Juntei uma lata de tomate e mexi. Entretanto tirei o peixe e coei a água de o cozer para limpar de escamas e espinhas. Juntei essa água aos legumes e deixei cozer. Tirei peles e espinhas do peixe, cortei umas folhas de couve coração em juliana vem miudinha. Quando os legumes cozeram, passei a varinha mágica, adicionei um pouco de água porque estava um creme muito espesso, mas não muita para manter a cremosidade. Voltei a colocar no fogo. Juntei o peixe lascado, abri 4 ovos e deixei escalfarem no caldo. Quando os ovos já estavam praticamente cozidos, juntei a julinana de couve e deixei ferver.

E soube mesmo bem. Daquelas sopas que aquecem corpo e alma.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fim-de-semana dedicado aos biscoitos

por raio-de-luar, em 14.11.11

Há alguns dias que andava cheia de vontade de fazer bolachas e biscoitos. Culpa da blogo e dos fantásticos blogues de culinária que vou acompanhando e apresentam deliciosas sugestões. Dediquei-me a fazer um pouco de pesquisa, guardei uma série de receitas de biscoistos e bolachas, e este fim-de-semana, muito chuvoso e demasiado ventoso para me atrever a meter o nariz fora da porta, decidi meter as mãos na massa, inundar a cozinha com o delicioso aroma de bolachinhas a sair do forno que me faz evocar o meu imaginário infantil (no meu caso o imaginário é literal) das memórias dos cheiros da cozinha da avó onde ela fazia bolachinhas (a minha não, mas imagino as avós que fazem bolachinhas para o lanche dos netos).

As duas receitas escolhidas vieram do mesmo blogue, que é um manancial de boas ideias e apelativas sugestões: As minhas receitas, da Colher de Pau.

 

BISCOITINHOS DE CACAU

 

 

Ingredientes:

  • 2 chávenas de farinha com fermento
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó (usei cacau instantâneo da Nestlé Golden, não tem glúten)
  • 125 gr de manteiga (usei manteiga magra do Lidl)
  • 6 colheres de sopa de açúcar (mas para a próxima reduzo um pouco mais o açúcar, pois não gosto de muito doce)

Bater o açúcar com a manteiga até ficar bem misturado. Peneirar a farinha com o cacau e juntar ao creme de manteiga com açúcar. Neste ponto da receita achei que a coisa me estava a correr mal, porque a massa fica um pouco granulada, como se tivesse esfarelado um monte de biscoitos. Mas depois a moldar pequenas bolinhas com a massa, percebi que ela era facilmente moldável e que se unia com facilidade. Portanto, fiz as bolinhas, e umas achatei com as mãos, outras com um garfo para ficar com aquele efeito estriado. Fui colocando os biscoitinhos num tabuleiro forrado com papel vegetal. Levei ao forno previamente aquecido a 180º durante cerca de 15 minutos. Enquanto estão quentes ~estão moles, mas depois de arrefecer endurecem.

Uma delícia. Era difícil ficar-me só por um.

 

BISCOITOS DE COCO E CHOCOLATE

 

 
Ingredientes:
  • 125 grs de manteiga derretida (usei o resto do pacote da manteiga da receita anterior)
  • 150 gr de açúcar (receita original é 220gr)
  • 1 pacote de açúcar baunilhado (receita original leva aroma de baunilha, eu não tinha, usei açúcar baunilhado)
  • 1 ovo
  • 300 grs de farinha com fermento
  • 100 gr de coco ralado
  • 2 colheres de sopa de cacau (o mesmo da receita anterior)

Bater o açúcar com a manteiga derretida até fazer um creme homógeneo. Juntar o ovo e bater mais um pouco.

Peneirar a farinha e envolver no creme de manteiga. Misturar o coco e o cacau. Esta massa ficou diferente da outra, sendo que era impossível trabalhá-la com as mãos, optei por ir pondo colheradas de massa espaçadas num tabuleiro forrado com papel vegetal e ver o que saía (eu logo a pensar que já estava a correr mal). Levar ao forno previamente aquecido a 190º durante uns 20 minutos. E ficam assim com aquele aspecto de broinhas deliciosas. E eu que adoro a conjugação coco e chocolate, achei estes biscoitos divinais.

 

E pronto, finalmente estreei-me a fazer biscoitos/bolachas e saí-me bem. Pronta para seguir para outras receitas um pouco mais elaboradas ou complexas... e que bem que sabe o cheirinho de biscoitos acabados de sair do forno, uma caneca de leite quente, a chuva la fora, o sofá e a manta (e os gatos) e o estalido crocante dos biscoitos que saíram das nossas mãos. Haja sensação de serenidade!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frango assado em pasta de citrinos com gengibre

por raio-de-luar, em 14.11.11

 

Frango assado. Mudam-se os temperos e temos sempre uma receita diferente de frango assado.

Desta vez misturei sabores citrícos com gengibre e molho de soja.

No liquidificador misturei uma laranja, um limão, uma lasquinha de gengibre, uma malagueta, duas colheres de sopa de molho de soja. Ficou um preparado meio empapado. Barrei o frango com esse preparado. Deixei tomar gosto durante algum tempo e coloquei no forno a 200º cerca de 45 minutos.

Acompanhei com puré de couve flor e salada de alface.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bolo de chocolate com avelãs

por raio-de-luar, em 07.11.11

 

Este fim-de-semana foi este o feliz contemplado a ser feito para delícia das papilas gustativas do homem cá em casa. Bolo que leve chocolate é certo e sabido que não sobrevive muito tempo.

A receita original foi alterada por mim, primeiro porque na falta de uns ingredientes, usei outros, e depois acrescentei uma coisa aqui, fiz diferente ali... enfim... a minha receita:

 

Ingredientes:

  • 200 gr de chocolate de culinária (a receita original seria uma tablete com avelãs do Lidl)
  • um punhado de avelãs inteiras
  • 1 laranja (sumo e casca)
  • 6 ovos
  • 185 gr de manteiga
  • 100 gr de açúcar amarelo (mas se usar chocolate negro, convém aumentar um bocadinho a quantidade; eu não aumentei porque não gosto dos bolos muito doces)
  • 200 gr de farinha
  • 1 colher de chá de fermento

Ligar o forno a 180º e barrar uma forma (usei uma rectangular) com manteiga e polvilhar com farinha.

Partir o chocolate em pedaços e levá-lo a derreter em banho-maria com a manteiga, as avelãs e o sumo de laranja.

Bater o açúcar com as gemas de ovos até obter um creme fofo.

Misturar o chocolate derretido no preparado das gemas.

Envolver a farinha com o fermento e a raspa da casca de laranja e misturar no preparado anterior.

Bater as claras em castelo e envolver suavemente na massa.

Levar ao forno a cozer entre 30 a 40 minutos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Choquinhos na grelha

por raio-de-luar, em 03.11.11

 

Uma refeição ligeira, simples de preparar, e deliciosa... aquela combinação que adoro.

 

Ingredientes:

  • choquinhos limpos (usei uma embalagem do Lidl de 750gr)
  • 1 limão (ou lima)
  • azeite
  • 1 colher de sopa de pimentão doce
  • 3 dentes de alho
  • salsa
  • cebola

Passar os choquinhos por água e deixar a escorrer. Misturar a raspa de um limão com o sumo, azeite e o pimentão doce. Picar os dentes de alho e a salsa e misturar no preparado. Deitar sobre os choquinhos e deixar marinar cerca de 1 hora.

Aquecer uma grelha no fogão e pincelar a grelha com um pouco de azeite. Escorrer os choquinhos da marinada e colocá-los na grelha. Aconteceu-me ter de verter a água que saía dos choquinhos por duas vezes da grelha, pois ao início eles largam muita água. Depois, quando começam a ficar mais secos e a grelhar, vai-se pincelando generosamente os choquinhos com o líquido da marinada.

Quando os choquinhos estiverem grelhados, colocá-los numa saladeira, juntar uma cebola picada e mais salsa picada.

 

Acompanhei com salada de alface... e não sobrou bocadinho para contar história.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim


Top blogs de receitas

Calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



Livro de Receitas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D